Buscar
  • Atualização Trabalhista

Pleno do TST define lista tríplice para vaga de novo ministro

Lista tríplice para vaga de novo ministro do TST será apresenta ao presidente Jair Bolsonaro, responsável pela nomeação.


Na última sexta-feira (11/2), o Pleno do Tribunal Superior do Trabalho elegeu os nomes que irão compor a lista tríplice para vaga de ministro destinada a magistratura de carreira.

A votação ocorreu de modo secreto e foram escolhidos os desembargadores Sérgio Pinto Martins (TRT-2), Francisco Rossal de Araújo (TRT-4) e Wolney de Macedo Cordeiro (TRT-13).

A lista será apresentada ao presidente Jair Bolsonaro (PL), que irá escolher um deles para ocupar a vaga deixada pelo ministro Alberto Bresciani, que anunciou a aposentadoria em novembro do ano passado.


Saiba mais sobre os concorrentes:


Sérgio Pinto Martins — O magistrado tomou posse como juiz substituto no TRT-2 em 1990. Foi promovido por merecimento a juiz titular em 1994 e se tornou desembargador em 2007. Já dirigiu a Escola Judicial do TRT-2 e atua como corregedor regional.


Francisco Rossal de Araújo — Ingressou na magistratura em setembro de 1990 como juiz do trabalho substituto do TRT-4. Em 1993 foi promovido a juiz titular e se tornou desembargador em maio de 2012. Já foi vice-presidente do TRT-4 no biênio 2019/2021 e atual presidente da corte.


Wolney de Macedo Cordeiro — Ingressou na magistratura em 1991 e já atuou como juiz substituto, presidente de Junta de Conciliação e Julgamento e juiz titular de Vara do Trabalho até março de 2012. Foi promovido desembargador do TRT-13 em 2013. Foi ouvidor regional (2013-2015), diretor da Escola Judicial (2015-2017), corregedor regional e vice-presidente (2017-2019) e presidente (2019/2021).


Fonte: ConJur

31 visualizações0 comentário